blog

Conheça mais sobre a história da arquitetura italiana

08/01/2021 | Cidadania italiana
Conheça mais sobre a história da arquitetura italiana

Antes de sua unificação, na segunda metade do século XIX, o território onde hoje se localiza a Itália era dividido em diferentes cidades-Estado, fator que determina o caráter eclético da arquitetura em toda a península itálica.


Essa classificação por estilos, no entanto, não está relacionada apenas com o período, mas também com a região. Algumas das mais impressionantes construções da Itália, como as catedrais de Milão (1386) e Florença (1296-1436), por exemplo, são inspiradas por diferentes estilos.

 

Leia mais: Custo para morar nas principais cidades italianas.


Cronologicamente, a arquitetura românica, inspirada pela estética romana, precede o estilo gótico, que é sucedido pelo período renascentista e pelo barroco, respectivamente.


Separamos, abaixo, os principais estilos e histórias da arquitetura italiana, e também suas respectivas obras. Além disso, veja como a arquitetura brasileira foi influenciada por construções italianas.

 

A arquitetura românica na Itália



Apesar de não acompanhar a tendência como fez a França, a Itália também tem seu espaço na arquitetura românica, com destaque para a Basílica de Santa Maria Maior, igreja de peregrinação criada para receber grandes multidões e procissões.


Esse caráter clerical é o que determina a estética das igrejas românicas, que são sempre grandes e sólidas e não seguem o gosto da nobreza ou ideias desenvolvimentistas. Sua planta é em cruz latina e há presença de pilares maciços e arcos ou abóbodas.


O Batistério de São João, conhecido por suas portas de bronze, ou “Os Portões do Paraíso”, e a Basílica de San Miniato al Monte também são conhecidos como representantes do estilo românico na Itália, ambos localizados em Florença.

 

O estilo gótico italiano



Conhecida por sua simetria, a arquitetura gótica italiana é bastante verticalizada, principalmente por suas torres altas e pontiagudas. Além disso, é característico desse estilo o apreço pela ornamentação e o maior número de janelas e portas.


Influenciada também pelo estilo bizantino, a fachada da Catedral de Milão é um ótimo exemplo, com suas várias torres ornamentadas.


Outra característica desse estilo é o uso dos ornamentos policromados, como pode ser observado nos detalhes internos e externos da famosa Catedral de Siena, construída no século XIII.


Há, ainda, outras importantes construções do estilo gótico distribuídas por toda a Itália, como a Catedral de Orvieto, a Catedral de Florença e a Igreja Santa Maria della Spina, situada na província de Pisa.

 

A Itália como berço do renascentismo


Nascida na região de Florença, a arquitetura renascentista tem como precursor Filippo Brunelleschi, responsável pela primeira cúpula de estrutura octogonal, na Catedral Santa Maria del Fiore, uma das maiores da Europa, adotando o conceito renascentista da grandeza romana.


Conceitualmente, o renascimento rompe com a produção de arte da Idade Média, especificamente do estilo gótico. As construções na horizontal, em contraste com a tendência vertical dos góticos, são uma prova disso.


Entre as principais características desse movimento arquitetônico está a presença de colunas, pilastras, cúpulas hemisféricas, edículas e nichos, além de ser mantida a regularidade da antiguidade clássica.

 

 

Outra grande representante do renascentismo italiano é a Basílica de São Pedro, construção muito importante para o catolicismo, localizada na cidade do Vaticano, que mistura elementos deste estilo e do estilo cronologicamente à frente, o barroco.

 

As influências do barroco na Itália

 



Localizada numa das mais célebres praças de Roma, a Piazza Navona, encontra-se a Igreja Sant'Agnese in Agone, representante do barroco na Itália, que rejeita a simetria do renascimento.


O movimento está conectado aos ideais da Contrarreforma, que, por sua vez, rejeitava a Reforma Protestante de Lutero. O uso de ricos ornamentos, embora dinâmicos e emotivos, representavam o poder da Igreja. Há elementos contorcidos e espirais, como o uso das colunas torsas.


Leia mais: Viagem dos sonhos na Itália: 8 lugares que você precisa visitar!


Entre os principais nomes do período, destaca-se Gian Lorenzo Bernini, autor da famosa escultura O Êxtase de Santa Teresa, situada no interior da Igreja de Santa Maria della Vittoria, também barroca.


Há ainda Pietro de Cortona, responsável pelos afrescos da Igreja de Santa Maria della Pace, e Francesco Castelli, que arquitetou a Igreja de São Carlos nas Quatro Fontes, famosa obra barroca.

 

A arquitetura italiana moderna

 


Entre os principais projetos modernos de arquitetura italiana, destaca-se a Torre Velasca, construída nos anos 1950, com aproximadamente 100 metros de altura e formato de cogumelo, já que a parte superior tem maior circunferência do que a inferior.


A obra, que tem inspiração na arte renascentista, é conhecida por ser o primeiro arranha-céu do país.


Outra importante referência é o prédio da sede da editora italiana Mondadori, projetado pelo brasileiro Oscar Niemeyer, que tinha em mente o Palácio do Itamaraty, em Brasília.


Não termina aí a relação arquitetônica entre Brasil e Itália: Lina Bo Bardi arquiteta pouco conhecida em seu país de origem, a Itália, no Brasil é celebrada por projetar o Museu de Arte de São Paulo, o MASP.

 

O que vemos de arquitetura italiana no Brasil?



Nos estados do Sul do Brasil localizam-se, até hoje, algumas casas características do estilo vernacular, construídas com pedras ou madeira, que abrigaram imigrantes italianos recém-chegados à região.

 

Quando chegavam, recebiam pequenos lotes, o que explica a menor dimensão dessas construções, que costumam contar com pequenas portas e pequenas janelas de madeira reusada. 


Claro que, com o tempo, essas construções evoluíram e receberam novos andares e materiais, mantendo as influências italianas, como nas casas em Antônio Prado e Bento Gonçalves.


São Paulo também abrigou comunidades italianas e, por isso, foi influenciada pela cultura, gastronomia e elementos arquitetônicos da Itália, como as famosas grades metálicas do Viaduto do Chá, no centro, projetadas em 1913 por Giuseppe Chiappori e Giulio Michetti.


Por fim, o Edifício Matarazzo, também no centro de São Paulo, teve participação do italiano Marcello Piacentini e seu estilo neoclássico, comum à primeira metade do século XX, na Itália.


Todos esses são grandes exemplos de arquitetura italiana e que mostram como o Brasil se fez valer dessa fonte em suas construções.

 

Esse artigo foi produzido pela equipe do Ei Imóvel. Você pode conferir mais ideias como essa, além de uma variedade de imóveis para compra e locação, acessando o Portal Ei Imóvel.

08/01/2021 | Cidadania italiana
Compartilhe:
  • Facebook
  • Whatsapp

deixe um comentário

comentários

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

veja o depoimento de quem já fez a cidadania italiana com a Nostrali

ver depoimentos

perguntas frequentes

Tenho direito à cidadania italiana por casamento?

Todos que mantêm casamento civil com cidadão europeu podem solicitar a cidadania italiana por naturalização se cumprirem os seguintes requisitos:

1. conhecimento do idioma italiano nível B1

2. se residentes fora da Itália: casamento civil há 3 anos, se tiver filho o tempo reduz pela metade

3. não ter antecedentes criminais

Por que reconhecer a cidadania italiana

O reconhecimento da cidadania italiana é um direito previsto por lei de todos que tem sangue italiano, ou seja, de todos aqueles que possuem um antepassado italiano. Obviamente devem ser cumpridos alguns requisitos legais e a transmissão da cidadania não deve ter sido interrompida entre as gerações. Além de ser um resgate das próprias origens, a cidadania italiana traz muitas vantagens. Leia a nossa página sobre as vantagens de ser italiano: Vantagens de ser italiano

O que é tradução juramentada e para que serve?

A tradução juramentada no Brasil é uma tradução feita por um tradutor que, após aprovação em concurso público, passa a ser habilitado em um ou mais idiomas estrangeiros e português e cujas traduções são reconhecidas oficialmente por instituições e órgãos públicos no Brasil. 

Para apresentar uma tradução aos órgãos públicos brasileiros (cartórios, tribunais, etc.) a tradução deve obrigatoriamente ser feita por tradutor juramentado brasileiro. Por exemplo, se você precisa retificar uma certidão em um cartório no Brasil, deverá traduzir o documento comprobatório para o idioma português, contratando um tradutor brasileiro juramentado.

Para apresentar uma tradução aos órgãos públicos italianos (consulados, comuni, etc.) é preferível que a tradução seja feita por tradutor italiano inscrito na Junta comercial italiana ou no tribunal italiano. Por exemplo, se você está indo para Itália fazer o seu reconhecimento ou está entregando a sua documentação para o Consulado italiano no Brasil, deverá traduzir as certidões brasileiras para o italiano e, neste caso, é preferível contratar um tradutor italiano por questões de qualidade da tradução e de credibilidade perante os órgãos italianos.

Sou descendente de italianos, porém não tenho sobrenome italiano. Isso é um problema?

Não, isso não é um impedimento ao reconhecimento da cidadania italiana. A cidadania italiana ius sanguinis é transmitida por filiação, por sangue. Ou seja, é suficiente você ter um italiano(a) na sua árvore genealógica para poder solicitar o reconhecimento da cidadania italiana. Vamos fazer um exemplo: seu bisavô veio da Itália, depois nasceu a sua avó e depois veio o seu pai o qual, porém, não tem o sobrenome italiano porque nasceu de uma mãe italiana que não passou o sobrenome para ele. Você mesmo assim tem direito à cidadania italiana, obviamente deverá verificar que não existam impedimentos documentais.

Cidades Atendidas

Rio Grande do Sul - RS
Porto Alegre, Caxias do Sul, Canoas, Pelotas, Santa Maria, Gravataí, Viamão, Novo Hamburgo, São Leopoldo, Rio Grande, Alvorada, Passo Fundo, Sapucaia do Sul, Santa Cruz do Sul, Cachoeirinha, Uruguaiana, Bagé, Bento Gonçalves, Erechim, Guaíba, Lajeado, Torres, Capão da Canoa, Xangri-lá, Tramandaí, Ijuí, Farroupilha, Santana do Livramento, Carazinho, Garibaldi, Carlos Barbosa, Cruz Alta, Parobé, Sarandi, Vacaria, Santa Rosa, Venâncio Aires, São Borja, Santiago, Gramado, Erechim.

Santa Catarina - SC
Joinville, Florianópolis, Blumenau, São José, Chapecó, Itajaí, Criciúma, Jaraguá do Sul, Palhoça, Lages, Balneário Camboriú, Brusque, Tubarão, Porto Belo, Bombinhas, Caçador, Concordia, Passo de Torres, Navegantes, Balneário Gaivota, Araranguá, São Miguel do Oeste.

Paraná - PR
Curitiba, Londrina, Maringá, Ponta Grossa, Cascavel, São José dos Pinhais, Foz do Iguaçu, Colombo, Guarapuava, Paranaguá, Araucária, Toledo, Apucarana, Pinhais, Campo Largo, Arapongas, Almirante Tamandaré, Piraquara, Umuarama, Cambé, Francisco Beltrão, Pato Branco, Medianeira.

São Paulo - SP
São Paulo, Guarulhos, Campinas, São Bernardo do Campo, São José dos Campos, Santo André, Ribeirão Preto, Osasco, Sorocaba, Mauá, São José do Rio, Preto, Mogi das Cruzes, Santos, Diadema, Jundiaí, Piracicaba, Carapicuíba, Bauru, Itaquaquecetuba, São Vicente, Santos, São Caetano do Sul, Taboão da Serra, Presidente Prudente, Araçatuba, Lençois Paulista, Botucatu, Guaratingueta, Guarujá, Ubatuba, Praia Grande, Adamantina, Marília.Teresópolis, Mesquita, Nilópolis, Rio das Ostras.

Goiás - GO
Goiânia, Aparecida de Goiânia, Anápolis, Rio Verde, Águas Lindas de Goiás, Luziânia, Valparaíso de Goiás, Trindade, Formosa, Novo Gama, Senador Canedo, Catalão, Itumbiara, Jataí.

Rio de Janeiro - RJ
Rio de Janeiro, São Gonçalo, Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Niterói, Belford Roxo, Campos dos Goytacazes, São João de Meriti, Petrópolis, Volta Redonda, Macaé, Magé, Itaboraí, Cabo Frio, Angra dos Reis, Nova Friburgo, Barra Mansa, Teresópolis, Mesquita, Nilópolis, Rio das Ostras.

Espírito Santo - ES
Serra, Vila Velha, Cariacica, Vitória, Cachoeiro de Itapemirim, Linhares, São Mateus, Guarapari, Colatina, Aracruz.

Minas Gerais - MG
Belo Horizonte, Uberlândia, Contagem ,Juiz de Fora, Betim, Montes Claros, Ribeirão das Neves, Uberaba, Governador Valadares, Ipatinga, Sete Lagoas, Divinópolis, Santa Luzia, Ibirité, Poços de Caldas, Patos de Minas, Pouso Alegre, Teófilo Otoni, Barbacena, Sabará, Viçosa, São Lourenço, Patrocínio, Alfenas, Itajuba, Unai, Oliveira.

Bahia - BA
Salvador, Feira de Santana, Vitória da Conquista, Camaçari, Juazeiro, Itabuna, Lauro de Freitas, Ilhéus, Jequié, Teixeira de Freitas, Barreiras, Alagoinhas, Porto Seguro, Simões Filho, Paulo Afonso, Eunápolis, Santo Antônio de Jesus, Luis Eduardo Magalhães.

Sergipe - SE
Aracaju, Nossa Senhora do Socorro, Lagarto.

Alagoas - AL
Maceió, Arapiraca.

Pernambuco - PE
Recife, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Caruaru, Petrolina, Paulista, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Garanhuns, Vitória de Santo Antão, Igarassu, São Lourenço da Mata, Santa Cruz do Capibaribe.

Distrito Federal - DF
Brasília, Ceilândia, Samambaia, Taguatinga, Plano Piloto, Planaltina, Águas Claras, Recanto das Emas, Gama, Guará, Santa Maria, Sobradinho II.

Mato Grosso - MT
Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Sinop, Tangará da Serra, Lucas do Rio Verde, Guarantã do Norte, Sorriso, Nova Mutum.

Mato Grosso do Sul - MS
Campo Grande, Dourados, Três Lagoas, Corumbá.

Paraíba - PB
João Pessoa, Campina Grande, Sapé, Patos, Bayeux, Cabedelo.

Rio Grande do Norte - RN
Natal, Mossoró, Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, Macaíba.

Ceará - CE
Fortaleza, Caucaia, Juazeiro do Norte, Maracanaú, Sobral, Crato, Itapipoca, Maranguape, Iguatu.

Piauí - PI
Teresina, Parnaíba.

Maranhão - MA
São Luís, Imperatriz, São José de Ribamar, Timon, Caxias, Codó, Paço do Lumiar, Açailândia, Bacabal, Balsas.

Tocantins - TO
Palmas, Araguaína.

Pará - PA
Belém, Ananindeua, Santarém, Marabá, Parauapebas, Castanhal, Abaetetuba, Cametá, Marituba, Bragança, São Félix do Xingu, Barcarena, Altamira, Tucuruí, Paragominas, Tailândia, Breves, Itaituba.

Amapá - AP
Macapá, Santana.

Roraima - RR
Boa Vista.

Amazonas - AM
Manaus, Parintins, Itacoatiara.

Rondônia - RO
Porto Velho, Ji-Paraná, Ariquemes, Vilhena.

Acre - AC
Rio Branco.